Quem dorme menos engorda mais

Os sonhos, desde as civilizações primitivas são motivo de, no mínimo, curiosidade. Mas já foram considerados como o portal para o conhecimento espiritual, o arauto do nosso inconsciente, objeto de estudos filosóficos, psicológicos e médicos.
Sabe-se hoje que os sonhos tem, entre outras, uma função compensatória. Durante os sonhos vivemos o não vivido, o não resolvido e muitas vezes temos a revelação do nosso verdadeiro percurso.

Com todas essas atribuições, os sonhos possibilitam uma oportunidade para nos equilibrarmos psiquicamente. Por outro lado, quando não dormimos, sentimos cansaço, desânimo, alterações de humor, irritabilidade e aumento de peso.

Na Universidade da Virgínia (Estados Unidos), pesquisadores analisaram as relações ente o IMC (Índice de Massa Corpórea) e a quantidade de horas dormidas. Nesse estudo foram analisados mil pacientes e constatou-se que pacientes acima do peso e os considerados obesos dormiam menos do que os com IMC normais.

Noutro estudo americano, verificou-se que até as crianças com horas de sono insuficiente podem chegar à obesidade e a uma síndrome metabólica – a associação da obesidade ao diabetes e a doenças cardiovasculares.

Muitos pacientes de consultório relatam que confundem o sono e a fome, chegando em casa à noite sentindo cansaço e sono acabam procurando comida, ao invés de repor suas energias dormindo.

Marcia G Ferreira

Esta entrada foi publicada em Sem categoria e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>