Sem culpa de ser feliz

Um dia destes, li a coluna semanal do escritor Paulo Coelho em um jornal de São Paulo, na qual ele questionava culpa que tinha sentido em um dia que não tinha absolutamente nada para fazer. Isto é muito comum, pois lembro-me de meu pai falando que tínhamos que acordar cedo mesmo nos fins de semana, porque era importante já ter algo para fazer.

E é interessante, pois isto é uma cultura do mundo moderno e dificilmente paramos algum tempo para podermos escutar a nossa alma.

Observo meus pacientes quando estão submetidos ao tratamento por acupuntura, que é a técnica de inserção de finas agulhas em locais do corpo. E é interessante notar que nas primeiras sessões as pessoas ainda sentem-se agitadas, mas aos poucos vão aprendendo que além do benefício do tratamento, existe um outro que é o de aprender a relaxar e ficar alguns minutos consigo mesmo.

Esta prática, de falar com a própria alma, pode ser obtida com qualquer atividade como meditação, relaxamento ou até mesmo uma caminhada sozinho. Então pratique, aprenda a ficar só às vezes, ou ficar alguns minutos sem pensar em fazer absolutamente nada. Isso traz um benefício imenso para o corpo e para a alma.

Dr Luiz Razzante

Esta entrada foi publicada em Sem categoria e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>